Novo vírus multiplataforma em Java ataca Windows, Mac e Linux

Praga usa sistemas infectados para atacar sites. Em sistemas vulneráveis, infecção ocorre após visita a site.

A desenvolvedora de antivírus Kaspersky Lab publicou na terça-feira (28) a análise de uma praga digital multiplataforma capaz de atacar Windows, OS X (computadores Mac) e Linux.

Desenvolvida inteiramente em Java, a praga coloca o computador infectado sob o comando do hacker e permite que sistema seja comandado para fazer parte de ataques de negação de serviço, que sobrecarregam sites para tirar páginas do ar.

Para infectar o sistema, o vírus usa uma brecha no Java que foi corrigida pela Oracle na metade de 2013. Um sistema no qual o Java não foi atualizado e em que o plug-in do Java está ativado no navegador, basta visitar uma página maliciosa para que a praga seja imediatamente instalada no sistema.

O arquivo do vírus fica armazenado no diretório pessoal do usuário e uma entrada de inicialização é adicionada para que o programa seja iniciado junto com o sistema operacional. No Windows, uma chave é adicionada ao registro. No Mac, é usado "launchd"; no Linux, o "/etc/init.d/".

O software fica oculto e conecta o PC a um canal de bate-papo de Internet Relay Chat (IRC). Nesse canal de "bate-papo", o hacker pode colocar uma mensagem que, ao ser recebida pelo vírus, será interpretada como um comando.

Esse não é o primeiro vírus multiplataforma desenvolvido em Java. Pragas anteriores, no entanto, tinham instabilidade quando executadas em um sistema diferente do Windows. Em 2011, uma estatística mostrou que uma praga multiplataforma infectou mais Macs que computadores com Windows 7.

Fonte: midiacon.com.br/